Caros utilizadores! Todos os materiais neste site são traduções de outros idiomas. Pedimos desculpas pela qualidade dos textos, mas esperamos que venham a tirar partido deles. Com os melhores cumprimentos, A administração do site. E-mail: [email protected]

O que há para saber sobre picos de açúcar no sangue?

Diabetes é uma doença que faz com que o açúcar no sangue de uma pessoa fique muito alto. Isso pode levar a várias complicações. Uma pessoa com diabetes deve ter o cuidado de manter seus níveis de açúcar no sangue sob controle.

A glicose vem da comida que comemos. É a principal fonte de energia para o corpo.

O pâncreas secreta substâncias, incluindo o hormônio insulina e enzimas. Enzimas quebram a comida. A insulina permite que as células do corpo absorvam a glicose que consumimos.

Com o diabetes, ou o pâncreas é incapaz de produzir insulina para ajudar a glicose a entrar nas células do corpo, ou o corpo se torna resistente à insulina. A glicose permanece no sangue.

Isto é o que aumenta os níveis de açúcar no sangue. Açúcar elevado no sangue é conhecido como hiperglicemia.

Causas

As pessoas com diabetes devem ter um cuidado especial para manter seus níveis de açúcar no sangue sob controle.

Mulher cansada bocejando.

Existem várias razões pelas quais os níveis de glicose no sangue podem aumentar. Esses são:

  • Sono: A falta de sono pode ser especialmente ruim para pessoas com diabetes, porque também pode elevar os níveis de açúcar no sangue. Um estudo realizado em homens japoneses descobriu que ficar sob 6,5 horas de sono a cada noite aumenta o risco de uma pessoa ter níveis elevados de glicose no sangue. Priorizar o sono saudável e promover a higiene do sono são bons hábitos para todos, mas especialmente para pessoas com diabetes.
  • Estresse: Quando sob muito estresse, o corpo produz hormônios que dificultam o trabalho da insulina, portanto mais glicose permanece na corrente sanguínea. Encontrar uma maneira de manter os níveis de estresse baixos, como ioga ou meditação, é essencial para pessoas com diabetes.
  • Exercício: Ter um estilo de vida sedentário pode fazer com que os níveis de açúcar no sangue subam. Além disso, o exercício que é muito difícil pode causar estresse e aumento dos níveis de glicose no sangue. Com o diabetes, é importante fazer exercício físico leve a moderado, em vez de se esforçar muito.
  • Medicamentos: Alguns medicamentos podem causar aumento dos níveis de açúcar no sangue, como corticosteróides, diuréticos, alguns medicamentos para pressão sanguínea e alguns antidepressivos. Uma pessoa com diabetes deve informar seu médico se também estiver tomando um desses medicamentos. Além disso, tomar a dose errada ou perder uma dose de insulina também pode fazer com que os níveis de açúcar no sangue subam.
  • Fumar: Fumar cigarros pode dificultar a manutenção de baixos níveis de açúcar no sangue. Uma pessoa que fuma deve priorizar o abandono. Seu médico ou serviço de saúde local pode fornecer recursos, se necessário.
  • Alimentos: Comer alimentos que são ricos em açúcar ou carboidratos são mais propensos a elevar os níveis de açúcar no sangue. Uma maneira de controlar como um determinado alimento afetará o nível de glicose no sangue é observar seu índice glicêmico (IG). O GI mede quanto um carboidrato afetará o nível de glicose no sangue. Alimentos com alto IG (70 ou mais) incluem bagels, pipoca ou bolachas. Alimentos com baixo IG (abaixo de 55 anos) incluem cevada, bulgar, milho e batata-doce. Pessoas com diabetes devem tentar comer carboidratos de baixo índice glicêmico.

Gestão

As pessoas que têm um diagnóstico de diabetes precisam manter contato com seu médico. O médico deve fornecer instruções claras sobre dosagens de medicamentos, dieta e mudanças de atividade necessárias e como verificar os níveis de açúcar no sangue em casa. Seguir estas instruções é essencial para evitar picos de açúcar no sangue.

Se picos de açúcar no sangue ainda acontecem apesar de seguir as instruções de medicação e dieta, o indivíduo deve acompanhar o médico para um ajuste na medicação.

É importante saber quando chamar o médico e quando, se necessário, procurar atendimento de emergência. Isso ocorre porque os altos níveis de açúcar no sangue podem levar a sérios problemas de saúde.

Pode ajudar a manter um diário para registrar os níveis de açúcar no sangue cada vez que eles são medidos.

Procure por padrões, como se os picos de açúcar no sangue aparecessem todas as manhãs. Se assim for, pode ser hora de verificar com o médico sobre o ajuste da dose de insulina. É alto depois das refeições? Tente dar um passeio para ver se um pequeno exercício pode derrubá-los. Certifique-se de levar o diário a consultas para que o médico possa revisar os resultados.

Sintomas

Geralmente, não há sintomas de hiperglicemia até que o nível de açúcar no sangue seja bastante alto. Os sintomas tendem a ser mais graves quanto maior o nível de açúcar no sangue e quanto mais tempo ele foi elevado.

Os primeiros sinais de hiperglicemia incluem:

  • sede
  • micção frequente
  • visão embaçada
  • dor de cabeça

Como os níveis de açúcar no sangue continuam a subir sem serem abordados, as cetonas podem começar a acumular-se no sangue e na urina.

Isso causa sintomas mais graves, incluindo:

  • respiração com cheiro de fruta
  • nausea e vomito
  • falta de ar
  • boca seca
  • fraqueza
  • confusão

Qualquer pessoa que tenha esses sintomas deve verificar imediatamente o nível de açúcar no sangue e entrar em contato com o médico se o nível estiver alto. O médico deve fornecer informações sobre quando ligar e o que fazer após uma leitura anormal de açúcar no sangue.

Fatores de risco

Existem vários fatores de risco associados a um pico de açúcar no sangue.

Mulher, fumando um cigarro

Eles incluem:

  • uso de cigarros
  • uso indevido de medicação para diabetes
  • ser sedentário
  • doença ou infecção
  • lesão ou trauma
  • cirurgia recente
  • uso de certos medicamentos
  • tendo estresse emocional significativo

Uma pessoa com esses fatores de risco deve entrar em contato com seu médico para discutir como eles podem afetar seus níveis de glicose no sangue. O médico pode fazer recomendações específicas sobre como abordar e minimizar os fatores de risco.

É especialmente importante ter cuidado ao medir os níveis de glicose no sangue em casa e estar ciente dos sinais e sintomas associados ao alto nível de açúcar no sangue.

Complicações

Os picos recorrentes de açúcar no sangue podem ter consequências graves. Níveis de açúcar no sangue persistentemente altos e descontrolados podem causar complicações de saúde muito graves.

A cetoacidose diabética acontece quando há falta de insulina no organismo, fazendo com que o açúcar permaneça no sangue, em vez de ir para as células do corpo em busca de energia.

O corpo compensa quebrando a gordura como energia. Isso produz substâncias tóxicas conhecidas como cetonas. Estes são normalmente excretados na urina. Se muitas cetonas se acumulam no sangue, elas não podem ser excretadas. Cetoacidose diabética não tratada pode levar ao coma e, em alguns casos, à morte.

A síndrome hiperosmolar hiperglicêmica ocorre quando o corpo ainda produz insulina, mas não funciona bem ou de forma alguma. Nessa situação, a glicose ainda se acumula no sangue, mas o corpo não pode usá-la ou queimar gordura como energia. O açúcar extra no sangue deixa o corpo através da urina, causando extrema desidratação, coma e até a morte.

Açúcar elevado no sangue pode ter outras complicações de saúde a longo prazo, incluindo:

  • doença cardíaca
  • dano do nervo
  • dano ou falha renal
  • cegueira
  • danos nos pés levando a amputação
  • infecções da pele
  • problemas com os dentes e gengivas

Manter os níveis de açúcar no sangue sob controle e evitar picos é essencial para se manter saudável. Os pacientes devem falar com um médico sobre preocupações ou picos recorrentes.

Like this post? Please share to your friends: