Caros utilizadores! Todos os materiais neste site são traduções de outros idiomas. Pedimos desculpas pela qualidade dos textos, mas esperamos que venham a tirar partido deles. Com os melhores cumprimentos, A administração do site. E-mail: admin@ptmedbook.com

O que é um douche?

A ducha é um dispositivo usado para introduzir um jato de água para o interior de uma parte do corpo para que possa ser lavado. Douching é feito por razões médicas ou de higiene.

Muitas mulheres usam um ducha para tentar se livrar do odor vaginal e acreditam que isso ajuda a manter a vagina limpa.

Enquanto cerca de 1 em cada 5 mulheres entre 15 e 44 anos costuma praticar ducagem regularmente, pode ter consequências desagradáveis ​​e até mesmo perigosas.

Fatos rápidos sobre douches e douching:

  • Douching é usado para lavar, enxaguar ou limpar qualquer cavidade do corpo.
  • Existem formas alternativas e seguras de garantir que a vagina permaneça saudável e limpa.
  • Douching pode mascarar problemas de saúde subjacentes e piorá-los.

Por que os douches são usados?

O que é um douche

O uso primário de duchas é de mulheres para lavar a vagina.

Ducha vaginal envolve encher uma garrafa ou bolsa com água e esguichar isso para cima na vagina.

Por vezes, as mulheres optam por misturar a água com outros fluidos, como o vinagre, ou comprar produtos para duchas que contenham ingredientes, como bicarbonato de sódio, iodo, anti-sépticos ou fragrâncias.

As mulheres afirmam que usam uma ducha pelas seguintes razões:

  • se livrar de odores desagradáveis ​​na vagina
  • para evitar a gravidez
  • lavar líquidos corporais, como sangue menstrual ou sêmen
  • para reduzir as chances de contrair uma infecção sexualmente transmissível

Apesar disso, douching não foi mostrado para alcançar qualquer um desses objetivos.

É douching seguro?

O Colégio Americano de Obstetrícia e Ginecologia afirma que as mulheres não devem usar duchas.

A flora vaginal é a bactéria na vagina. Isso mantém a vagina saudável e previne a infecção. A vagina de uma mulher é “autolimpante” e pode manter o equilíbrio correto do pH sem interferência.

Douching pode remover boas bactérias da vagina. Usar um ducha pode alterar seu equilíbrio de pH, permitir que bactérias ruins se multipliquem e infecções, irritações, pele crua e complicações mais graves ocorram.

Riscos de ducha

Douching pode causar mais mal do que bem. O potencial para complicações, algumas das quais podem ser severas, depende das razões pelas quais uma mulher decide dar a ducha em primeiro lugar.

Gravidez

 Crédito da imagem: Shattonbury ~ commonswiki, 2004 </ br>“></p> <p align=Douching não é uma forma válida de contracepção. No entanto, usar um babaca pode tornar mais difícil para uma mulher que está tentando engravidar.

Além disso, as mulheres que dóem regularmente podem ter uma gravidez mais complicada.

Mulheres grávidas podem experimentar:

  • parto precoce
  • maior probabilidade de aborto espontâneo
  • Gravidez ectópica

Infecções

Há um equívoco comum que ducha pode ajudar a prevenir infecções vaginais ou se livrar delas. No entanto, o oposto é verdadeiro.

Douching regularmente pode aumentar as chances de uma mulher desenvolver uma infecção vaginal. Interromper o equilíbrio natural do pH da vagina pode resultar em infecções fúngicas e vaginose bacteriana.

Na verdade, as mulheres que dóceis têm cinco vezes mais chances de desenvolver vaginose do que aquelas que não o fazem.

Usar um ducha quando uma infecção já está presente também é mais provável que piore e se espalhe para outras partes do sistema reprodutivo.

Doença inflamatória pélvica (PID)

A doença inflamatória pélvica ou PID é geralmente causada por uma infecção sexualmente transmissível. Afeta os órgãos reprodutivos e pode reduzir as chances de uma mulher engravidar.

Mulheres que dóceis regularmente aumentam seu risco de PID em 73%.

Cervicite

A cervicite ocorre quando o colo do útero fica irritado ou inflamado e pode causar coceira, dor e corrimento vaginal. É outra condição que geralmente é contraída por uma infecção sexualmente transmissível. No entanto, a ducha também aumenta o risco.

Embora um odor vaginal natural e um corrimento vaginal sejam ambos perfeitamente saudáveis, é essencial estar ciente dos sinais e sintomas de um problema mais sério.

Os sinais a serem observados incluem:

  • corrimento vaginal que tem um cheiro forte
  • corrimento vaginal branco, amarelo ou verde
  • odor vaginal que não desaparece depois de alguns dias
  • dor ou sensação de desconforto durante a relação sexual
  • dor ao urinar
  • vermelhidão ou inchaço ou sensação de ardor ou prurido na ou ao redor da vagina

Se uma mulher notar alguma das situações acima, é aconselhável procurar aconselhamento de um médico.

É douching necessário?

A vagina de uma mulher é autolimpante e se livra do sêmen, do sangue menstrual e de outros fluidos corporais por conta própria. É provável que a limpeza com um ducha ou qualquer método de limpeza intermitente ou causador de danos cause danos à vagina, o que, em alguns casos, pode ser grave.

Uma mulher preocupada com odor vaginal ou corrimento anormal deve entrar em contato com o médico para discutir o problema. Usando um ducha para eliminar essas preocupações poderia mascarar problemas subjacentes e pode levar a complicações mais graves se não for tratada.

Alternativas à ducha

Manter a vagina limpa é simples. A maneira mais fácil é lavando-se com água ao tomar banho ou tomar banho. Uma lavagem não perfumada pode ser usada, ou uma concebida para uso vaginal que não perturbe o equilíbrio natural do pH da vagina.

Ao lavar, a pessoa deve segurar gentilmente as dobras externas da vagina e enxaguar ou espirrar com água.

Não esfregue a área e evite sabão ou lave dentro da vagina. Se estiver usando uma lavagem, o indivíduo deve certificar-se de enxaguar completamente depois e seque delicadamente com uma toalha limpa.

Prevenindo o odor vaginal

as pernas da mulher no chuveiro usando

Enquanto a vagina tem um odor natural, para algumas mulheres o odor parece desagradável ou embaraçoso.

O odor vaginal de cada mulher é diferente, e atividades como sexo e exercício podem alterar a forma como a vagina cheira.

Existem maneiras de reduzir o odor vaginal com segurança. Esses são:

  • Higiene: Manter a vagina limpa, lavando-a regularmente com água ou sabão que não contenha produtos químicos agressivos.
  • Roupa: Deve ser feita de materiais respiráveis, incluindo roupa íntima de algodão, e não deve ser usada com muita força. Uma pessoa deve evitar tecidos, como cetim, seda e poliéster, que restringem o fluxo de ar e podem estimular o crescimento de bactérias.
  • Secagem: É importante secar a vagina e a área circundante com cuidado e profundidade para evitar o excesso de umidade, o que pode levar a infecções e odores. Se usar produtos desodorizantes, estes não devem ser usados ​​no interior da vagina
  • Evitar produtos de limpeza agressivos: Não usar produtos de limpeza agressivos, como duchas, na vagina pode ajudar a evitar que o odor ocorra a longo prazo.

Seguindo o conselho acima, o equilíbrio do pH e boas bactérias na vagina devem permanecer inalteradas, e infecções e odores são menos prováveis ​​de ocorrer.

Like this post? Please share to your friends: