Caros utilizadores! Todos os materiais neste site são traduções de outros idiomas. Pedimos desculpas pela qualidade dos textos, mas esperamos que venham a tirar partido deles. Com os melhores cumprimentos, A administração do site. E-mail: admin@ptmedbook.com

O café poderia parar artérias entupidas?

Um novo estudo oferece ainda mais evidências de que o café é bom para nós, depois de descobrir que consumir mais de três xícaras de café todos os dias pode reduzir nosso risco de aterosclerose, que é um importante fator de risco para doenças cardíacas.

uma mulher segurando uma xícara de café

Se você simplesmente não pode encarar o dia sem sua xícara de café, você não está sozinho.

De fato, mais da metade de nós toma café diariamente, consumindo uma média de três xícaras.

A maioria de nós gosta de café para um impulso mental, mas os cientistas acham que há muito mais para a bebida do que encontra o cérebro.

Um estudo que cobriu o ano passado, por exemplo, vinculou o consumo de café a uma redução de 70% na doença do fígado, enquanto outras pesquisas associaram a bebida a um risco menor de ataque cardíaco e derrame.

O novo estudo – que foi recentemente publicado no – sugere ainda que o café pode proteger a saúde do nosso coração.

Conduzido por pesquisadores da Universidade de São Paulo, no Brasil, o estudo revela que beber pelo menos três xícaras de café por dia pode reduzir o risco de obstrução das artérias ou aterosclerose.

A aterosclerose é uma condição causada por um acúmulo de placas nas artérias. Esse acúmulo pode estreitar as artérias e restringir o fluxo sanguíneo, o que pode levar a doenças cardíacas e derrames.

A placa compreende várias substâncias encontradas no sangue, uma das quais é o cálcio.

De acordo com os pesquisadores do estudo – incluindo Dirce M. Marchioni, da Escola de Saúde Pública da Universidade de São Paulo – poucos estudos investigaram como o café afeta o acúmulo de cálcio nas artérias coronárias, e aqueles que observaram essa associação produziram resultados inconsistentes.

Café benéfico, mas apenas para quem nunca fumar

Para explorar ainda mais esse vínculo, Marchioni e colegas analisaram os dados de 4.426 adultos – com idade média de 50 anos – que viviam em São Paulo, Brasil.

Eles usaram um questionário de frequência alimentar para determinar quanto café cada indivíduo consumia. Eles foram então divididos em três grupos com base nesses resultados: menos de uma xícara de café por dia, uma a três xícaras por dia e mais de três xícaras por dia.

Todos os sujeitos também foram submetidos a uma tomografia computadorizada, que foi utilizada para avaliar o acúmulo de cálcio em suas artérias coronárias.

Em comparação com adultos que consumiram menos de um copo ou uma a três xícaras de café por dia, aqueles que consumiram pelo menos três xícaras por dia apresentaram menor probabilidade de apresentar calcificação coronariana em suas tomografias computadorizadas.

No entanto, após o ajuste, os pesquisadores descobriram que essa associação era significativa apenas para adultos que nunca fumaram. Na verdade, os que nunca fumaram e consumiram pelo menos três xícaras de café diariamente tiveram um risco 63 por cento menor de calcificação coronariana.

Para ex-fumantes ou fumantes atuais, beber café parece não ter benefícios para o acúmulo de cálcio.

“É possível que os efeitos deletérios do tabagismo sobrecarreguem os benefícios da ingestão de café nas lesões cardiovasculares precoces”, especula a equipe, “então esse impacto do café pode ocorrer apenas em pessoas que nunca fumaram”.

Os pesquisadores observam que, como o estudo é observacional, ele não pode provar causa e efeito entre o consumo de café e o acúmulo de cálcio.

Ainda assim, eles sugerem que o consumo regular de café pode ter implicações clínicas para a saúde do coração.

Comentando sobre seus resultados, Marchioni e seus colegas escrevem:

“Nossas descobertas sugerem que o consumo de café poderia exercer um efeito benéfico potencial contra a calcificação coronariana e o risco de DCV [doença cardiovascular], particularmente em não-fumantes”.

Like this post? Please share to your friends: