Caros utilizadores! Todos os materiais neste site são traduções de outros idiomas. Pedimos desculpas pela qualidade dos textos, mas esperamos que venham a tirar partido deles. Com os melhores cumprimentos, A administração do site. E-mail: [email protected]

Melhores tratamentos para uma bexiga hiperativa

A bexiga hiperativa é um distúrbio que causa um grupo de sintomas. Os sintomas mais comuns incluem um desejo repentino e incontrolável de urinar, vazamentos e ter que ir ao banheiro muitas vezes durante o dia e a noite.

De acordo com uma revisão publicada na, bexiga hiperativa (OAB) é uma condição comum, com milhões de pessoas afetadas em todo o mundo. Os sintomas são comuns em homens e mulheres e têm maior probabilidade de ocorrer à medida que as pessoas envelhecem.

A OAB pode afetar o trabalho e a vida social e pode até prejudicar a capacidade de uma pessoa dormir. Muitas pessoas simplesmente acreditam que os sintomas da OAB são apenas algo com que têm de lidar, o que nem sempre é o caso.

Muitas vezes, os sintomas da OAB podem ser tratados de uma ou mais maneiras promissoras.

Opções de tratamento

Como existem tantas razões possíveis para os sintomas da OAB, as opções de tratamento não são as mesmas para todas as pessoas. Há muitos fatores a serem considerados, mas com a ajuda de um médico, é possível tomar medidas para tratar a OAB.

Tratamentos dietéticos

Felicidades com cerveja

O corte de certos alimentos e bebidas da dieta pode ajudar no tratamento dos sintomas da OAB.

Reduzir ou evitar cafeína e álcool pode ajudar alguns pacientes. Ambos são diuréticos, o que significa que eles criam mais urina. Isso pode simplesmente adicionar ao ciclo de micção freqüente.

Outros fatores dietéticos para o OAB podem incluir:

  • bebidas gaseificadas
  • aspartame e adoçantes artificiais
  • Suco de oxicoco
  • alimentos picantes
  • alimentos ácidos, como suco de laranja e molho de tomate
  • os sintomas noturnos podem desaparecer pela redução de líquidos antes de dormir

Muitas pessoas com OAB reduzem a ingestão de líquidos para reduzir a produção de urina. Não só isso pode causar desidratação, mas a urina concentrada realmente irrita a bexiga. Isso pode piorar os sintomas da OAB.

Mudancas de estilo de vida

Perda de peso

A obesidade é um fator de risco direto para os sintomas da OAB, e controlar o peso é uma maneira direta de aliviar alguns deles. Isto pode dever-se a uma menor pressão no pavimento pélvico à medida que o peso diminui.

A perda de peso cirúrgico para pessoas com obesidade mórbida tem sido bem sucedida, e a perda de peso é considerada um tratamento de primeira linha para a maioria das pessoas com excesso de peso.

Fumar

Fumar é geralmente visto como um fator de risco para doenças cardíacas e pulmonares, mas o tabagismo também está associado aos sintomas da OAB em homens e mulheres.

Reduzir ou parar de fumar é visto como uma mudança positiva para uma melhor saúde da bexiga.

Exercícios do assoalho pélvico

Exercícios do assoalho pélvico também podem ser úteis para algumas pessoas. Estes são uma série de exercícios que fortalecem os músculos que controlam a micção. Eles também são conhecidos como Kegels.

Durante os exercícios do assoalho pélvico, a pessoa aperta, segura e relaxa os músculos usados ​​para urinar. É melhor fazer isso depois que a bexiga já estiver vazia para evitar acidentes.

Os médicos também podem alcançar os efeitos deste exercício através da estimulação elétrica dos mesmos músculos.

Treinamento da bexiga

Os médicos também podem recomendar o treinamento da bexiga para aliviar a OAB.

O desejo de urinar é causado pela contração da bexiga. Em pessoas com OAB, isso acontece antes que a bexiga esteja cheia e leva a muitas viagens desnecessárias ao banheiro.

Treinamento da bexiga envolve resistir ao desejo de urinar, a fim de treinar a bexiga para preencher antes de responder ao desejo. O processo é feito lentamente e pode exigir paciência.

Geralmente, uma pessoa começa resistindo à vontade de urinar por apenas alguns minutos e, em seguida, gradualmente acumula uma hora ou mais entre as visitas ao banheiro. Essa técnica é projetada apenas para pessoas com OAB e deve ser feita sob a orientação de um médico.

Opções de tratamento de drogas

prescrição escrita do doutor

Há também opções na forma de medicamentos prescritos. Drogas que podem ajudar com sintomas de OAB tendem a pertencer a grupos conhecidos como anticolinérgicos e antimuscarínicos. Eles incluem:

  • darifenacina
  • festerodina
  • oxibutinina
  • solifenacina
  • tolterodina
  • tróspio

Certos medicamentos chamados inibidores da recaptação de serotonina e noradrenalina (ISRNs) também são usados ​​para a incontinência de estresse. Um exemplo de um SNRI é duloxetina. Algumas mulheres também experimentam alívio dos sintomas através do uso de creme de estrogênio aplicado à pele.

Em algumas pessoas, essas drogas produzem apenas resultados modestos. Eles ainda podem se sentir como se tivessem os sintomas da OAB durante as drogas, pois nem sempre são reduzidos o suficiente.

Muitas pessoas que tomam essas drogas também são intolerantes a seus efeitos colaterais, que podem variar de leves a mais graves. O uso dos medicamentos deve ser monitorado e quaisquer efeitos colaterais discutidos com um médico.

Cirurgia

Em alguns casos de OAB grave, ou em casos em que as pessoas não respondem bem à medicação e às escolhas de estilo de vida, a cirurgia pode ser realizada.

As opções de cirurgia para OAB envolvem a correção de problemas com a bexiga e a uretra, como a correção da posição da uretra, o alívio da pressão na uretra, o aumento das paredes da uretra ou a correção da posição da bexiga. Isso geralmente é visto como último recurso ou para casos especiais.

Estimulação nervosa

Um tratamento relativamente simples e promissor para a OAB é a estimulação nervosa.

Há muitas pessoas que não respondem bem ao tratamento medicamentoso para a OAB. Para alguns, o tratamento medicamentoso funciona, mas tem efeitos colaterais, enquanto outros acham pouco ou nenhum alívio. Em muitas dessas situações, uma outra opção para tratar os sintomas é a estimulação nervosa.

A estimulação nervosa envolve o envio de leves correntes elétricas para os músculos da pelve e região lombar que estão envolvidos na micção. A prática ajuda os músculos a contrair ou estimula o crescimento de células nervosas úteis na área.

Existem dois principais tratamentos médicos usando estimulação nervosa:

  • Estimulação do nervo tibial posterior (ENNS): Isso é feito colocando-se um pequeno eletrodo através da pele da parte inferior da perna. Quando pulsos de eletricidade são enviados para o eletrodo, ele estimula um nervo importante na perna. Por sua vez, estimula um nervo na região lombar responsável pelo controle da bexiga.
  • Estimulação do nervo sacral (SNS): Este usa o mesmo processo, mas o eletrodo é colocado sob a pele logo acima das nádegas. Isso é então usado para estimular o nervo na parte inferior das costas, que ajuda a controlar o armazenamento da bexiga e o desejo de urinar.

Uma revisão indica que a estimulação do nervo é clinicamente eficaz e econômica. Os pesquisadores recomendam a estimulação do nervo como uma forma precoce de tratamento nos casos em que as pessoas:

  • não respondem bem à medicação
  • estão aguardando cirurgia
  • não quer cirurgia

Como gravar e monitorar o OAB

escrevendo um diário para sintomas da OAB

O primeiro passo para o tratamento é registrar e monitorar os sintomas da OAB. Manter um diário de hábitos urinários é útil para o indivíduo e pode ser especialmente útil antes de consultar um médico.

Um diário pode ser mantido para rastrear os hábitos da bexiga por 3-7 dias, a fim de obter uma boa imagem. A revista deve incluir:

  • todos os fluidos consumidos
  • o número de micções
  • quaisquer acidentes ou vazamentos que ocorram

As razões pelas quais esses vazamentos ocorreram devem ser incluídas também. Pode haver diferentes causas subjacentes para vazamentos quando uma pessoa está acordada, como rir ou tossir, ao contrário daquelas que causam vazamentos durante o sono.

Outlook

Pessoas com OAB podem sentir que o distúrbio é um constrangimento, mas há muitas opções para o tratamento da OAB.

Ao trabalhar diretamente com um médico para discutir tratamentos com antecedência e com frequência, as perspectivas para a maioria das pessoas com OAB são boas.

Like this post? Please share to your friends: