Caros utilizadores! Todos os materiais neste site são traduções de outros idiomas. Pedimos desculpas pela qualidade dos textos, mas esperamos que venham a tirar partido deles. Com os melhores cumprimentos, A administração do site. E-mail: [email protected]

Selênio: o que faz e quanto você precisa

O selênio é um mineral essencial que é importante para muitos processos corporais, incluindo a função cognitiva, um sistema imunológico saudável e a fertilidade em homens e mulheres.

Contribui para o metabolismo dos hormônios tireoidianos e síntese de DNA, e ajuda a proteger contra danos oxidativos e infecções, de acordo com o Escritório de Suplementos Dietéticos dos Estados Unidos.

Está presente no tecido humano, principalmente no músculo esquelético.

Fontes alimentares são variadas. Eles incluem castanha do Brasil, frutos do mar e carnes.

A quantidade de selênio nos alimentos geralmente depende da concentração de selênio no solo e na água, onde os agricultores cultivavam ou cultivavam os alimentos.

Fatos rápidos sobre selênio

Aqui estão alguns pontos importantes sobre o selênio. Mais detalhes estão no artigo principal.

  • O selênio é um mineral que desempenha um papel em muitas funções corporais.
  • Pode proteger contra o câncer, problemas de tireóide, declínio cognitivo e asma, mas mais pesquisas são necessárias.
  • Castanha do Brasil, alguns peixes, arroz integral e ovos são boas fontes.
  • A melhor fonte de nutrientes é a comida. Qualquer uso de suplemento deve primeiro ser discutido com um médico.

Possíveis benefícios para a saúde

[Selênio]

O selênio pode ajudar a prevenir doenças cardiovasculares, problemas de tireóide, declínio cognitivo, o que significa transtornos relacionados ao pensamento, câncer e outros.

Doença cardiovascular: De acordo com o Escritório de Suplementos Dietéticos, as selenoproteínas podem proteger contra doenças cardiovasculares, porque impedem a modificação oxidativa de lipídios, ou gorduras, no corpo.

Isso reduz a inflamação e impede o acúmulo de plaquetas.

No entanto, a evidência clínica não suporta o uso de suplementos de selênio para este fim.

Declínio cognitivo: A atividade antioxidante do selênio pode ajudar a reduzir o risco de declínio cognitivo ou mental, à medida que as pessoas envelhecem.

Evidências de estudos são misturadas, no entanto, e suplementos de selênio ainda não são prescritos para pessoas em risco de doenças, como a doença de Alzheimer, embora possa ter um papel na prevenção que ainda está sob investigação.

Afecções da tiróide: O selénio tem um papel importante na produção e metabolização da hormona tiroideia.

Há algumas evidências de que mulheres com níveis mais altos de selênio têm menos problemas de tireóide, mas isso não foi comprovado para homens, e outros estudos produziram resultados mistos.

Mais estudos estão em andamento para decidir se os suplementos de selênio podem apoiar a saúde da tireóide.

Câncer: O papel desempenhado pelo selênio no reparo do DNA e outras funções pode significar que ele pode ajudar a prevenir o câncer. No entanto, estudos produziram resultados mistos.

A Food and Drug Administration (FDA) dos EUA concluiu em 2003:

“Algumas evidências científicas sugerem que o consumo de selênio pode reduzir o risco de certas formas de câncer”.

Estudos sugeriram que o selênio também pode ajudar a:

  • prevenir o HIV de progredir para AIDS
  • reduzir o risco de aborto espontâneo
  • proteger contra asma

Tem havido alguma investigação sobre se os níveis de selênio de uma mulher durante a gravidez podem prever o risco de asma de seu filho.

Embora o selênio seja claramente elemento para muitos aspectos da saúde humana, há poucas evidências para indicar que os suplementos poderiam ser úteis na prevenção dessas condições.

Ingestão recomendada

[Asma de selênio]

O Valor Diário (DV) recomendado, ou dose diária, para selênio é de 55 microgramas (mcg) por dia para adultos.

Durante a gravidez, a mulher deve consumir 60 mcg e as mulheres que amamentam devem consumir 70 mcg por dia.

A deficiência de selênio é rara em todo o mundo. Muitas vezes leva anos para se desenvolver, e geralmente só ocorre em regiões com baixo teor de selênio no solo.

Várias regiões da China têm baixo teor de selênio no solo, mas deficiências na população foram erradicadas por meio de programas de suplementação.

Suplementos de selênio estão disponíveis, mas é melhor obter qualquer vitamina ou mineral através dos alimentos.

Não é apenas a vitamina ou mineral individual que fazem de certos alimentos uma parte importante de nossa dieta, mas o modo como os nutrientes trabalham juntos.

Isolar nutrientes específicos na forma de suplemento não fornece necessariamente os mesmos benefícios de saúde que consumir o nutriente de um alimento completo.

As necessidades diárias de qualquer nutriente devem vir primeiro dos alimentos.

Fontes de alimentos

O selênio é mais provável de ser encontrado em grãos integrais e produtos de origem animal, em vez de frutas e legumes frescos.

Os seguintes alimentos são uma boa fonte:

[Selênio Brasileiro]

  • Castanha do Brasil: 1 onça fornece 544 microgramas (mcg), ou 777% do valor diário recomendado (DV)
  • Atum: 3 onças de atum albacora, cozidas secas, contém 92 mcg, ou 131 por cento de DV
  • Alabote, assado: 3 onças, cozido seco, contém 47 mcg ou 68 por cento de DV
  • Arroz integral cozido: 1 xícara contém 19 mcg
  • Ovo: Um ovo grande contém 15 mcg
  • Pão branco: 1 fatia fornece 10 mcg

A quantidade de selênio em grãos e alimentos à base de grãos depende do conteúdo do solo onde os grãos cresceram.

Possíveis riscos para a saúde

O limite superior por dia para o selênio é de 400 mcg para adultos.

A toxicidade do selênio devido à sobredosagem é rara, especialmente a partir de fontes alimentares, mas uma overdose de suplementos altamente concentrados pode ter efeitos negativos.

Estes podem incluir:

  • cheiro de alho na respiração e gosto metálico na boca
  • unhas quebradiças
  • dentes manchados ou em decomposição
  • problemas gastrointestinais, como náuseas
  • anormalidades neurológicas
  • fadiga e irritabilidade
  • lesões de pele e erupções cutâneas
  • perda de cabelo
  • Em casos extremos, pode levar a insuficiência renal, insuficiência cardíaca e morte.

    Suplementos de selênio também podem interagir com alguns medicamentos, incluindo a cisplatina, um medicamento de quimioterapia.O uso desta droga pode reduzir os níveis de selênio no organismo.

    Uso de suplementos de selênio

    Incentivar as pessoas a obterem seus nutrientes de fontes alimentares, em vez de suplementos.

    Comer uma dieta variada e saudável é mais importante do que concentrar-se em nutrientes individuais como a chave para uma boa saúde.

    Ao tomar qualquer suplemento, é importante comprar de uma fonte respeitável. Nos EUA, a Food and Drug Administration (FDA) não monitora suplementos de qualidade, pureza, embalagem ou resistência.

    Like this post? Please share to your friends: