Caros utilizadores! Todos os materiais neste site são traduções de outros idiomas. Pedimos desculpas pela qualidade dos textos, mas esperamos que venham a tirar partido deles. Com os melhores cumprimentos, A administração do site. E-mail: admin@ptmedbook.com

Remédios naturais para uma bexiga hiperativa

A bexiga hiperativa é uma condição em que a bexiga é incapaz de manter a urina normalmente.

A Urology Care Foundation estima que pelo menos 33 milhões de pessoas nos Estados Unidos têm bexiga hiperativa.

A bexiga hiperativa (BHA) pode ser causada por um distúrbio subjacente, como doença de Parkinson, diabetes, esclerose múltipla ou doença renal. Outras vezes, pode estar ligado a medicamentos, cirurgia ou parto. No entanto, para algumas pessoas, parece não haver nenhuma causa subjacente.

Remédios naturais

As diretrizes recomendam que mudanças no estilo de vida e no comportamento sejam o tratamento de primeira linha para a OAB. Para muitas pessoas, uma combinação dessas opções é necessária para controlar os sintomas.

Os remédios naturais para a bexiga hiperativa incluem o seguinte:

Mudanças na dieta e controle de fluidos

chocolate e vinho tinto

Um dos métodos mais diretos no tratamento da OAB envolve mudanças na dieta. Isso envolve cortar vários alimentos irritantes conhecidos da dieta e limitar a ingestão de líquidos.

Alimentos para evitar

Alimentos e bebidas, que são conhecidos por causar ou agravar os sintomas da OAB incluem:

  • álcool
  • adoçantes artificiais
  • cafeína
  • chocolate
  • frutas cítricas e sucos
  • xarope de milho
  • Suco de oxicoco
  • laticínios
  • refrigerantes e refrigerantes
  • alimentos picantes
  • açucar e mel
  • tomates
  • vinagre

Como os estímulos dos alimentos variam de pessoa para pessoa, pode ser útil que as pessoas mantenham um diário detalhando a ingestão de alimentos e os sintomas da bexiga. Um diário pode ajudar as pessoas a descobrir quais alimentos estão causando os maiores problemas.

Gerenciar a ingestão de líquidos

Beber bastante água é essencial para a saúde. Muito pouca água pode levar à urina concentrada, o que pode irritar o revestimento da bexiga, aumentando a urgência. Muitos líquidos podem piorar os sintomas de frequência. A ingestão de líquidos antes de dormir pode contribuir para urinar durante a noite.

Um artigo de 2016, publicado na, recomenda limitar a ingestão de líquidos a 6 a 8 copos de água por dia e evitar líquidos por 2 a 3 horas antes de dormir.

Técnicas de controle da bexiga

Reciclagem da bexiga é frequentemente recomendada para reduzir o vazamento da bexiga. Existem várias maneiras de fazer isso:

Micção programada

Uma pessoa com OAB pode manter um diário de hábitos urinários, incluindo viagens de banheiro, vazamento e sintomas de urgência. Com base nos padrões observados no diário, eles podem começar a programar viagens adicionando 15 minutos aos tempos usuais de micção.

Por exemplo, se a micção ocorrer a cada 60 minutos, eles devem programar intervalos para o banheiro a cada 75 minutos.

É importante usar o banheiro nos horários programados, independentemente da necessidade de urinar. A pessoa pode então aumentar gradualmente o tempo entre as visitas ao banheiro.

Micção atrasada

Cada vez que o desejo de urinar ocorre, a pessoa deve tentar adiar a micção por 5 minutos, se possível. Técnicas de relaxamento, como a respiração profunda, podem ajudar.

As pessoas devem aumentar gradualmente o tempo de espera até que haja intervalos de 3 a 4 horas entre as visitas ao banheiro.

Técnica de duplo vácuo

Essa técnica é útil para aqueles que sentem que a bexiga não está totalmente vazia. Também é uma boa ideia anular duas vezes antes de dormir.

Qualquer um que deseje anular duas vezes deve seguir estas etapas:

  1. sentar no vaso sanitário, inclinando-se ligeiramente para a frente
  2. descansar as mãos nos joelhos ou coxas
  3. urinar como normal
  4. permanecer no banheiro e esperar 30 segundos
  5. incline-se ligeiramente para a frente e urine mais uma vez

Contrações de Kegel

As contrações de Kegel envolvem o fortalecimento dos músculos do assoalho pélvico, que são usados ​​para controlar o fluxo urinário.

Para descobrir a localização dos músculos do assoalho pélvico, uma pessoa pode tentar parar de urinar no meio do caminho. Se bem sucedido, isso significa que os músculos corretos foram localizados.

Uma pessoa deve praticar espremer esses músculos por 10 segundos e depois relaxar por 3 segundos. Este padrão deve ser repetido 10 vezes. Uma pessoa deve tentar fazer três séries de 10 repetições diárias. Técnicas de respiração profunda podem facilitar esse processo.

Mudancas de estilo de vida

homem quebrando o cigarro ao meio

Existe uma ampla gama de mudanças no estilo de vida que as pessoas podem fazer para melhorar os sintomas da OAB. Esses incluem:

Parar de fumar

Fumar pode piorar os sintomas da OAB. As crises de tosse que ocorrem em alguns fumantes também podem aumentar os episódios de vazamentos.

Discutindo medicações com um médico

Certos medicamentos podem levar ao vazamento da bexiga. Pessoas com OAB que estão tomando os seguintes medicamentos devem discutir a possibilidade de alternativas com um médico:

  • Antagonistas alfa-adrenérgicos
  • anti-histamínicos
  • diuréticos
  • relaxantes musculares e sedativos
  • narcóticos, como oxicodona e morfina

Manter um peso saudável

O excesso de peso pode exercer pressão sobre a bexiga e os músculos pélvicos. Ficar dentro de uma faixa de peso saudável pode ajudar no controle da bexiga.

Gerenciando condições médicas

É importante que as pessoas gerenciem os sintomas das condições crônicas que podem contribuir para a OAB. Estes incluem a doença de Parkinson, diabetes, esclerose múltipla e doença renal.

Ervas e suplementos

Várias ervas e suplementos naturais têm sido recomendados para o tratamento da OAB, embora a pesquisa sobre estes seja limitada:

  • Gosha-jinki-gan: Algumas pesquisas mostraram que essa mistura de 10 ervas tradicionais chinesas pode afetar positivamente a contração da bexiga.
  • Ganoderma lucidum: Este extrato herbal do leste da Ásia foi mostrado em um estudo em homens com problemas do trato urinário para melhorar os sintomas.
  • Seda de milho: um medicamento tradicional utilizado há séculos para as condições, como irritação da bexiga e incontinência noturna.
  • Capsaicina: Este remédio natural vem da pimenta. Algumas pesquisas recomendam que seja um tratamento eficiente e barato para bexigas hiperativas e altamente sensíveis.
  • Extrato de semente de abóbora: A pesquisa sugere que isso é benéfico tanto para a micção noturna quanto para a OAB.
  • Hidróxido de magnésio: Estes suplementos foram mostrados em um pequeno estudo para melhorar os sintomas de incontinência urinária e noctúria em mais de 50% dos participantes do sexo feminino.
  • Vitamina D: Um estudo de 2010 descobriu que níveis mais altos de vitamina D estavam associados a um menor risco de distúrbios do assoalho pélvico, como vazamento de bexiga, em mulheres. Outro estudo sugere uma ligação entre baixos níveis de vitamina D e episódios de vazamento de bexiga em adultos mais velhos.

Terapias alternativas

Embora a pesquisa seja limitada, os seguintes tratamentos complementares ou alternativos podem ser úteis para a OAB.

Acupuntura

Algumas pesquisas sugerem que a acupuntura fornece benefícios para aqueles com sintomas de OAB. Esses benefícios incluem a redução da urgência e frequência da micção e a melhoria da qualidade de vida.

Biofeedback

O biofeedback usa sensores elétricos para monitorar os músculos. Esta terapia é usada às vezes para tratar o vazamento da bexiga. A pesquisa sugere que é um tratamento de primeira linha benéfico para as crianças.

Sintomas

pessoa caminhando rapidamente para encontrar o banheiro

Os sintomas da bexiga hiperativa variam de pessoa para pessoa. Sintomas comuns incluem:

  • Urgência: Uma necessidade forte e repentina de urinar com uma incapacidade de atrasá-lo. Esse é um sintoma definidor do OAB.
  • Freqüência: muitas pessoas com OAB precisam urinar mais frequentemente do que a média. A pessoa média urina 6-8 vezes por dia e uma vez à noite. Aqueles com OAB tendem a urinar mais de 8 vezes ao dia e duas ou mais vezes à noite.
  • Incontinência: é definida como perda involuntária do controle da bexiga, levando a vazamentos.

OAB não tende a afetar o tempo de vida, mas pode afetar a qualidade de vida. A condição pode afetar o trabalho, relacionamentos e sono. Tratar os sintomas precocemente é aconselhável administrar com sucesso, ou mesmo curar, a condição.

Quando ver um médico

Aqueles que experimentam mudanças em seus hábitos de urina ou urinar devem consultar um médico. Urgência e frequência urinária estão associadas a outras condições médicas, incluindo infecções do trato urinário. Como resultado, um diagnóstico adequado é importante para informar os planos de tratamento.

Também é recomendável que as pessoas falem com um médico antes de tentar remédios alternativos para bexiga hiperativa.

Se os tratamentos de primeira linha não ajudam os sintomas a melhorar, os médicos podem sugerir tratamentos de segunda linha. Estes podem incluir medicação.

Se isso não der certo, o tratamento de terceira linha na forma de neuromodulação, um método de alteração da atividade nervosa ou cirurgia pode ser considerado.

Like this post? Please share to your friends: