Caros utilizadores! Todos os materiais neste site são traduções de outros idiomas. Pedimos desculpas pela qualidade dos textos, mas esperamos que venham a tirar partido deles. Com os melhores cumprimentos, A administração do site. E-mail: admin@ptmedbook.com

Quanto tempo uma xícara de café o mantém acordado?

A cafeína é uma droga familiar que estimula o sistema nervoso. Quando entra no corpo, a cafeína aumenta a freqüência cardíaca e a pressão sanguínea, aumentando os níveis de energia e melhorando o humor.

A cafeína age rapidamente e muitas pessoas notam os efeitos em minutos. Eles duram até o corpo metabolizar completamente a droga. Essa duração depende de vários fatores.

Cada pessoa sentirá os efeitos de maneira diferente, e alguns podem durar mais que outros. As pessoas que estão grávidas ou têm dificuldade em dormir devem tomar cuidado ao determinar o consumo de cafeína e podem evitá-lo completamente.

Quanto tempo leva para metabolizar a cafeína?

Cafeína no café que está sendo derramado no copo cercado por feijões de café.

A cafeína tem uma meia-vida de cerca de 5 horas.

Alguém que consome 40 miligramas (mg) de cafeína terá 20 mg restantes em seu sistema após 5 horas.

Quando os efeitos atingem o pico?

Os níveis de cafeína atingem o pico no sangue em cerca de 15 a 45 minutos de consumo.

Eles são então rapidamente metabolizados pelo fígado.

A maioria das pessoas percebe os efeitos mais fortes durante esse período, e muitos relatam sentir-se nervosos, precisando urinar e tendo explosões repentinas de energia. Esses sintomas tendem a desaparecer quando a cafeína começa a se decompor.

Uma pessoa pode criar uma tolerância?

Quando o corpo se torna resistente à droga, as pessoas que consomem regularmente cafeína mal podem notar seus efeitos.

No entanto, para alguém que é muito sensível à cafeína, os efeitos podem persistir por horas ou até o dia seguinte.

Quanto tempo duram os efeitos?

Não há limite de tempo definido. A duração dos efeitos da droga depende da dosagem e de fatores pessoais, incluindo a idade, o peso corporal e a sensibilidade da pessoa à cafeína.

Alimentos e bebidas que contêm cafeína

A cafeína é geralmente encontrada em bebidas, incluindo:

  • café e bebidas como espressos, lattes e cappuccinos
  • chá preto, verde e branco
  • erva mate
  • muitos refrigerantes
  • bebidas energéticas

Até mesmo o café descafeinado contém cafeína, e as pessoas que são muito sensíveis à cafeína devem evitá-lo.

A cafeína também pode ser encontrada em alimentos, como:

  • chocolate e produtos que contenham, tais como chocolate quente
  • café ou mocha gelados
  • sementes e bebidas de guaraná
  • algumas barras de proteína e energia
  • bebidas e pós pré-treino

A cafeína também é um ingrediente comum em pílulas para perda de peso e remédios para dor de cabeça vendidos sem receita médica, incluindo o Excedrin.

Quanta cafeína existe em cada produto?

Latas de bebidas energéticas

A quantidade de cafeína em produtos como café e chá varia, mas a Academia Americana de Medicina do Sono listou as seguintes estimativas:

  • 8 onças (oz) de café fabricado – 95 mg
  • 1 oz de café expresso – 64 mg
  • 8 onças de chá fabricado – 47 mg
  • Bebida energética média de 16 onças – 158 mg
  • Soda cafeinada média de 12 onças – 45 mg
  • Barra de chocolate ao leite de 1,55 onças – 9 mg

Drogas que contêm cafeína exibirão quantidades exatas em seus rótulos.

Cafeína e aleitamento

As pessoas geralmente são advertidas a não consumir cafeína durante a gravidez, pois isso pode representar riscos para a mãe e a criança. Embora esses riscos diminuam após o nascimento, a cafeína pode afetar um bebê que é amamentado.

Pequenas quantidades de cafeína podem ser transferidas através do leite materno, portanto qualquer pessoa que esteja amamentando deve limitar sua ingestão de cafeína antes das mamadas. A maioria dos bebês com mais de 3 meses pode tolerar essas quantidades relativamente pequenas. Um estudo descobriu que o consumo regular de cafeína pelas mulheres que amamentavam teve pouca ou nenhuma conseqüência nos padrões de sono de bebês e crianças com mais de 3 meses.

No entanto, grandes quantidades de cafeína podem deixar os bebês nervosos e irritadiços. Também pode levar a problemas no desenvolvimento de padrões regulares de sono e outros efeitos negativos.

Um médico pode fornecer recomendações específicas, mas geralmente deve haver uma diferença de 1 a 2 horas entre o consumo de cafeína e a amamentação.

Como a cafeína afeta o sono?

Os efeitos gerais da cafeína podem durar ao longo do dia. A droga pode permanecer no corpo e pode ter consequências sutis, mesmo após os efeitos perceptíveis terem desaparecido.

A cafeína pode levar a um sono de menor qualidade e até interromper os padrões de sono, dependendo da sensibilidade de uma pessoa e do quanto ela consumiu.

A maioria dos adultos pode consumir com segurança 200 a 300 mg por dia, e exceder esse valor pode levar a problemas de sono.

O que fazer quando muita cafeína atrapalha o sono?

Se alguém suspeitar que a ingestão de cafeína está causando noites sem dormir, deve diminuir o consumo até determinar o limite correto.

Também pode ajudar a praticar técnicas de relaxamento antes de dormir, como yoga suave ou exercícios de respiração.

A cafeína pode ser um estimulante útil, mas o consumo excessivo pode mascarar os distúrbios subjacentes do sono. Pessoas que precisam de café ou chá para acordar todas as manhãs podem estar involuntariamente compensando os problemas do sono.

Desenvolva um horário regular de sono, indo para a cama e acordando em torno dos mesmos horários todos os dias. Isso pode ajudar o corpo a se regular e reduzir a necessidade de estimulantes como a cafeína.

Os efeitos colaterais da cafeína

A cafeína pode causar diarréia ou dor de estômago.

As pessoas perceberão rapidamente quando tiverem muita cafeína. Esteja ciente dos seguintes sintomas:

  • nervosismo
  • uma dor de barriga
  • diarréia
  • um batimento cardíaco rápido ou irregular
  • um aumento da taxa de respiração
  • insônia
  • sentindo-se inquieto ou inquieto
  • suando
  • irritabilidade
  • ataques de ansiedade

Pessoas com problemas renais ou hepáticos podem achar que a sua saúde piora quando têm cafeína.

Em alguns casos, a cafeína pode piorar a fadiga. Se alguém está exausto, pode se beneficiar mais de cochilar ou praticar uma técnica de relaxamento antes de retomar a atividade.

Como outras drogas, é possível tornar-se dependente de cafeína, e sem ele pode levar a sintomas de abstinência.

Sintomas de abstinência de cafeína

As pessoas que param de consumir cafeína costumam reclamar de abstinência. Os sintomas incluem:

  • fadiga geral
  • irritabilidade ou irritabilidade
  • dor muscular
  • náusea ou dor de estômago
  • falta de foco
  • dores de cabeça ou enxaquecas

Esses sintomas podem se resolver quando uma pessoa consome cafeína novamente. Se uma pessoa está determinada a parar, os sintomas de abstinência geralmente passam dentro de alguns dias.

Quando uma pessoa que consome regularmente quantidades elevadas de cafeína pára de repente, eles podem experimentar sintomas mais graves de abstinência.

Em vez de parar abruptamente, pode ser melhor reduzir gradualmente a ingestão de cafeína até que ela possa ser eliminada sem sintomas.

Leve embora

Os efeitos da cafeína geralmente duram algumas horas, a menos que alguém tenha consumido uma quantidade alta ou seja especialmente sensível à droga.

A cafeína permanece no organismo e pode perturbar os padrões de sono, mesmo depois de os efeitos perceptíveis terem desaparecido.

Embora seja geralmente considerado seguro consumir cafeína durante a amamentação, pode ser uma boa ideia interromper o consumo 1 a 2 horas antes de um alimento.

Qualquer pessoa que tenha dificuldade em dormir ou acordar deve discutir os distúrbios do sono subjacentes com um médico.

Pode ser uma boa ideia explorar formas naturais de aumentar os níveis de energia.

Like this post? Please share to your friends: