Caros utilizadores! Todos os materiais neste site são traduções de outros idiomas. Pedimos desculpas pela qualidade dos textos, mas esperamos que venham a tirar partido deles. Com os melhores cumprimentos, A administração do site. E-mail: admin@ptmedbook.com

O que você precisa saber sobre o processo xifóide

Índice

  1. Qual é o processo xifóide?
  2. Sintomas
  3. Causas
  4. Diagnóstico
  5. Tratamento
  6. Leve embora

O processo xifóide é uma pequena extensão do osso logo abaixo do esterno. O desconforto no processo xifóide pode ser doloroso, pois pode afetar a parte inferior da caixa torácica, o esterno e vários músculos principais localizados ao redor do abdômen e do diafragma.

O nome xifóide deriva da palavra grega para “espada reta”, como a estrutura tem uma ponta afiada, semelhante a uma espada. Também é conhecido por outros nomes, incluindo o metasterno, xifoesternum e cartilagem xifóide.

Neste artigo, discutimos sintomas, causas e opções de tratamento para a dor do processo xifóide.

Fatos rápidos sobre o processo xifóide:

  • A dor no processo xifóide é descrita como aperto no esterno inferior (esterno).
  • Medicamente falando, essa dor é chamada de síndrome xifóide ou xipodinia.
  • O processo xifóide normalmente pode se curar de pequenos danos com pouca intervenção.

Qual é o processo xifóide?

diagrama do tórax mostrando o processo xifóide

O processo xifóide é uma pequena estrutura óssea localizada no centro do peito, logo abaixo da parte inferior do esterno.

No nascimento, o processo xifóide é formado a partir de cartilagem que, eventualmente, se desenvolve em osso.

Durante o início da vida de uma pessoa, o processo xifóide raramente causa qualquer desconforto, dada a sua estrutura de cartilagem macia. No entanto, à medida que endurece, pode causar algum desconforto mais tarde por muitas razões.

Sintomas de dor no processo xifóide

O desconforto pode variar de leve a grave. Uma pessoa pode sentir dor em grupos musculares conectados ao processo xifóide ao redor do abdômen e do tórax.

Os sintomas tendem a ir e vir, tornando-se um desafio para diagnosticar. Também é possível que a área fique inflamada, causando um nódulo em torno do esterno inferior.

Esse nódulo é resultado de inflamação, mas muitas vezes pode ser confundido com uma condição médica mais séria, como um tumor.

Causas da dor do processo xifóide

mulher levantando um sofá pesado

Uma causa comum de dor no processo xifóide é o trauma torácico agudo que danificou a estrutura.

O processo xifóide não é protegido ou suportado por estruturas vizinhas, tornando-se vulnerável a danos. Esse dano pode ocorrer durante a ressuscitação cardiopulmonar (RCP) quando uma pessoa aplica demasiada pressão no esterno inferior.

Causas menos comuns de dor no processo xifóide podem incluir:

  • comer demais
  • refluxo ácido
  • levantando objetos pesados ​​ou pesos
  • esforço repetitivo no tronco

Diagnóstico

As pessoas que sentiram dor no esterno inferior por mais de uma semana devem consultar um médico para avaliação.

Diagnosticar a dor do processo xifóide pode ser desafiador, dada a natureza transitória dos sintomas e sua proximidade com vários órgãos e estruturas ósseas importantes. Por exemplo, pode ser inicialmente confundido com uma costela quebrada.

A presença de inflamação formando um caroço também pode ser confundida com um tumor ou uma hérnia.

Dada a dificuldade em confirmar a dor do processo xifóide, os médicos podem recomendar uma radiografia, ressonância magnética (MRI) ou tomografia computadorizada (TC).

Com a ajuda dessas imagens, é possível avaliar qualquer dano à estrutura e a extensão de qualquer inflamação.

Tratamento

mulher fazendo agachamentos em exercício de alta intensidade

O tratamento da dor do processo xifoide depende da sua causa.

Um médico pode prescrever medicamentos anti-inflamatórios para reduzir a dor.

Eles também podem recomendar que uma pessoa com dor no processo xifóide evite exercícios de alta intensidade ou atividades que coloquem pressão na área.

Danos ao processo xifóide em si não são graves.

No entanto, se o processo xifóide quebrar ou fraturar, é possível que fragmentos ósseos causem danos ao redor dos órgãos vitais.

Por exemplo, é possível que um fragmento ósseo perfure os pulmões, o que pode ser fatal.

Remoção

Em tais casos, intervenções cirúrgicas podem ser uma precaução necessária contra danos internos.

O processo xifóide pode ser removido usando uma dissecção eletrocirúrgica do esterno inferior. O procedimento é considerado seguro, com baixo risco de complicações. A área pode se sentir sensível por várias semanas após a cirurgia até que a ferida tenha cicatrizado.

Leve embora

A dor do processo xifóide pode produzir desconforto, mas raramente é motivo de preocupação. No entanto, se alguém sentir uma dor forte no esterno inferior por mais de uma semana, deve procurar atendimento médico.

A dor do processo xifóide pode ser desencadeada por muitas causas diferentes e é mais comumente um resultado de trauma torácico agudo.

Inflamação da região pode causar um nódulo a desenvolver que pode ser confundido com uma condição mais grave, como um tumor ou uma hérnia.

Algumas fraturas ou quebras podem exigir que o processo xifóide seja removido cirurgicamente para evitar danos internos mais sérios.

Like this post? Please share to your friends: