Caros utilizadores! Todos os materiais neste site são traduções de outros idiomas. Pedimos desculpas pela qualidade dos textos, mas esperamos que venham a tirar partido deles. Com os melhores cumprimentos, A administração do site. E-mail: admin@ptmedbook.com

Como o diabetes pode afetar os pés?

Pessoas com diabetes são propensas a problemas nos pés causados ​​por períodos prolongados de açúcar elevado no sangue. Existem dois problemas principais do pé, cada um dos quais pode ter sérias complicações.

Diabetes é uma doença em que o corpo não pode produzir insulina ou não pode usá-lo efetivamente. A insulina é o hormônio responsável por ajudar as células a ingerir açúcar para uso energético. Quando isso não acontece corretamente, os níveis de açúcar no sangue podem ficar muito altos.

Períodos prolongados de altos níveis de açúcar no sangue podem causar estragos em muitas áreas do corpo, incluindo os pés.

Problemas nos pés diabéticos

Doutor, verificar, um, pacientes, pés

Os dois principais problemas do pé que afetam as pessoas com diabetes são:

Neuropatia diabética

Com o passar do tempo, o diabetes pode causar danos aos nervos, o que dificulta a sensação de sensação nas extremidades das pessoas com diabetes.

A condição também torna difícil para uma pessoa sentir uma irritação no pé ou perceber quando os sapatos estão se esfregando. Essa falta de sensibilidade e consciência leva a um aumento no risco de cortes, feridas e bolhas.

Doença vascular periférica

Diabetes leva a alterações nos vasos sanguíneos, incluindo artérias. Na doença vascular periférica, os depósitos de gordura bloqueiam esses vasos além do cérebro e do coração. Ele tende a afetar os vasos sanguíneos que conduzem às extremidades e a elas, reduzindo o fluxo sanguíneo para as mãos e os pés.

O fluxo sangüíneo reduzido pode levar à dor, infecção e feridas de cicatrização lenta. Infecções graves podem levar à amputação.

Sintomas

Os sintomas podem variar de pessoa para pessoa e podem depender de quais problemas uma pessoa está vivenciando no momento. Os sintomas dos problemas do pé diabético podem incluir o seguinte:

  • perda de sentimento
  • dormência ou sensação de formigueiro
  • bolhas ou outras feridas sem dor
  • descoloração da pele
  • mudanças de temperatura da pele
  • listras vermelhas
  • feridas com ou sem drenagem
  • formigueiro doloroso
  • coloração em meias
  • aparência do pé deformada

Se uma infecção estiver presente em uma úlcera de pé ou pé, uma pessoa também pode experimentar alguns dos seguintes:

  • febre
  • arrepios
  • açúcar no sangue incontrolável
  • sacudindo
  • choque
  • vermelhidão

Qualquer pessoa que tenha algum dos sintomas de uma infecção deve procurar tratamento de emergência.

Complicações

Neuropatia diabética e doença vascular periférica são condições graves que devem ser monitoradas de perto. Ambas causam complicações que podem ter sérios efeitos negativos. Essas complicações podem incluir:

  • úlceras nos pés ou feridas que não cicatrizam
  • infecções, incluindo infecções da pele, infecções ósseas e abscessos
  • gangrena, quando uma infecção causa a morte do tecido
  • deformidade do pé
  • Pé de Charcot (fraturas ou luxações no pé que podem causar deformidades)

Quando ver um médico

Pé esquerdo inchado

As pessoas que têm diabetes devem consultar um médico regularmente como parte de seus cuidados. No entanto, eles devem procurar atendimento médico imediato se perceberem qualquer um dos seguintes:

  • mudanças na cor da pele do pé
  • inchaço no pé ou tornozelo
  • mudanças de temperatura nos pés
  • feridas persistentes nos pés
  • dor ou formigueiro nos pés ou tornozelos
  • unhas encravadas
  • pé de atleta ou outras infecções fúngicas do pé
  • pele seca e rachada nos calcanhares
  • sinais de infecção

Tratamento

O tratamento para problemas nos pés diabéticos varia de acordo com a gravidade da condição. Uma gama de opções cirúrgicas e não cirúrgicas está disponível.

Tratamento não cirúrgico

Opções não-cirúrgicas são normalmente o primeiro método de tratamento para problemas do pé diabético. Algumas delas incluem:

  • mantendo as feridas limpas e vestidas
  • dispositivos de imobilização, como uma bota fundida ou contato total
  • observação atenta dos dedos da gangrena até que a autoamputação ocorra, quando os dedos caem devido à falta de fluxo sangüíneo

Tratamento cirúrgico

Quando o tratamento não cirúrgico falha em curar problemas nos pés diabéticos, a cirurgia pode ser considerada. As opções de tratamento cirúrgico incluem:

  • remoção de tecido em decomposição ou morto
  • amputação, variando de pé ou parte do pé até amputação da perna abaixo do joelho, ou acima do joelho em alguns casos
  • estabilização cirúrgica do pé de Charcot
  • bypass arterial para doença vascular periférica ou cirurgia endovascular com colocação de stents

Cuidados com os pés diabéticos

senhora tomando banho

Prevenir problemas nos pés diabéticos é essencial para pessoas com diabetes. Manter os pés saudáveis ​​é importante e a pessoa deve estar atenta à higiene dos pés. Eles podem executar as seguintes etapas:

  • Verifique os pés todos os dias: Examine os pés diariamente ou peça a alguém para verificar se há alterações ou ferimentos.
  • Lave os pés diariamente: manter os pés limpos ajuda a prevenir infecções.
  • Use sapatos e meias de apoio: É importante manter os pés protegidos em meias e sapatos em todos os momentos. Um podólogo pode recomendar sapatos para ajudar a prevenir deformidades. As meias não devem estar muito apertadas para restringir o fluxo sanguíneo.
  • Promover o fluxo sanguíneo para os pés: Colocar os pés para cima quando estiver sentado, mexer os dedos periodicamente e fazer exercícios suficientes ajuda a promover um fluxo sanguíneo saudável para os pés.
  • Apare as unhas cuidadosamente: corte as unhas e mantenha-as curtas. Unhas arredondadas podem causar unhas encravadas, o que pode levar à infecção.
  • Cuidados com calos e joanetes: Trate calos e joanetes com cuidado. Calos nunca devem ser raspados, pois isso aumenta o risco de infecção.
  • Proteja os pés de temperaturas extremas: a exposição ao calor e ao frio pode danificar os pés diabéticos.
  • Adquira os pés regularmente: exames regulares feitos por um médico são fundamentais para prevenir infecções, amputações e deformidades graves.
  • Controle de açúcar no sangue: açúcar no sangue descontrolado aumenta a probabilidade de complicações podológicas do diabetes,
  • Evite fumar: fumar afeta negativamente o fluxo sanguíneo para os tecidos.

Prevenindo problemas nos pés diabéticos

O diabetes pode causar sérios problemas nos pés que podem resultar na perda dos pés ou dos membros, deformidade e infecções. No entanto, muitos desses problemas podem ser evitados ou minimizados.

Enquanto controlar o açúcar no sangue, seguindo os planos de tratamento recomendado é a melhor maneira de evitar esses problemas graves, auto-cuidado e check-ups regulares com um médico pode prevenir problemas nos pés diabéticos também.

Like this post? Please share to your friends: