Caros utilizadores! Todos os materiais neste site são traduções de outros idiomas. Pedimos desculpas pela qualidade dos textos, mas esperamos que venham a tirar partido deles. Com os melhores cumprimentos, A administração do site. E-mail: admin@ptmedbook.com

Apendicite crônica: o que você precisa saber

A apendicite crônica é uma inflamação de longa duração do apêndice. Embora raro, pode se tornar extremamente doloroso e, em alguns casos, com risco de vida.

Neste artigo, examinamos os sintomas e o diagnóstico de apendicite crônica, bem como a forma como a doença é tratada.

O que é apendicite crônica?

O apêndice - apendicite crônica

O apêndice é uma pequena bolsa em forma de dedo ou salsicha. Está ligado ao fundo do intestino grosso. A apendicite ocorre quando o apêndice fica inflamado e infectado. O primeiro sintoma notável de apendicite é geralmente a dor abdominal.

Pessoas com apendicite crônica têm apendicite que dura por longos períodos de tempo. Isso significa apendicite que está presente por mais de uma semana.

A apendicite crônica é relativamente rara, com apenas cerca de 1,5% de todos os casos de apendicite sendo considerada apendicite crônica.

Causas

Apendicite crônica pode ocorrer por diversos motivos e muitos casos não têm uma causa clara.

Muitas vezes, apendicite crônica ocorre devido à inflamação e obstrução do apêndice. Outras causas possíveis incluem:

  • acumulação de matéria fecal, o que pode acontecer se alguém estiver constipado
  • depósitos fecais calcificados, também conhecidos como ‘pedras de apêndice’
  • trauma para o abdome
  • tumores
  • linfonodos aumentados e glândulas
  • vermes
  • um acúmulo de objetos estranhos, como pedras, mármores ou pinos

Sintomas

Apendicite crônica

A apendicite crônica pode ser difícil de diagnosticar, pois os sintomas podem ser bastante leves e facilmente confundidos com uma condição diferente.

Muitas pessoas experimentam dor abdominal leve no início, e isso pode permanecer como seu único sintoma.

A dor geralmente está localizada no lado inferior direito do abdome, mas pode se espalhar em direção ao umbigo. A dor pode ser fraca ou aguda.

Além da dor abdominal, as pessoas com apendicite crônica também podem apresentar os seguintes sintomas:

  • febre
  • inchaço e sensibilidade do abdome
  • sentindo-se cansado e sem energia
  • náusea ou diarréia
  • mal-estar ou uma sensação geral de mal estar

Nem todas as pessoas com apendicite crônica terão todos esses sintomas. Os sintomas também podem desaparecer por si próprios e depois voltar, tornando mais difícil para os médicos diagnosticar com precisão se a pessoa não está experimentando os sintomas no momento.

No entanto, como a apendicite crônica pode se tornar uma ameaça à vida, é importante que as pessoas com dor abdominal recorrente e os sintomas acima procurem atendimento médico, especialmente se os sintomas se tornarem mais graves.

Apendicite crônica vs. aguda

Enquanto apendicite crônica e aguda têm sintomas semelhantes, existem diferenças importantes entre eles.

A apendicite crônica é quando uma pessoa tem sintomas que duram por um longo tempo, e esses sintomas geralmente vêm e vão. Se apendicite crônica não é diagnosticada, a pessoa pode continuar a sentir sintomas por anos.

Apendicite aguda é quando uma pessoa de repente desenvolve sintomas graves, geralmente ao longo de 24 a 48 horas. Estes sintomas serão impossíveis de ignorar e requerem tratamento médico imediato de emergência.

O sintoma mais comum da apendicite aguda é a dor abdominal que começa em torno do umbigo e se move para o lado inferior direito da barriga. Essa dor pode começar de forma leve e monótona, mas é provável que se intensifique.

Outros sintomas de apendicite aguda incluem:

  • náusea com ou sem vômito
  • febre baixa
  • constipação ou diarréia
  • falta de apetite
  • incapacidade de passar o gás

A apendicite geralmente ocorre quando uma obstrução, como um objeto estranho ou fezes calcificadas, bloqueia a cavidade interna ou a luz apendicular do apêndice.

Apendicite crônica pode ocorrer quando a luz apendicular é apenas parcialmente bloqueada. No entanto, o bloqueio é susceptível de piorar ao longo do tempo, causando pressão para construir.

Quando isso acontece em pessoas com apendicite crônica, a pressão pode superar a obstrução parcial e os sintomas diminuem de intensidade ou desaparecem completamente.

Os sintomas retornarão na próxima vez que o bloqueio causar inflamação no apêndice.

Diagnóstico e tratamento

dois cirurgiões no trabalho em sala de cirurgia, realizando cirurgia facial

Um médico fará inicialmente um exame físico para determinar se o abdome está sensível e onde a dor está localizada. Eles também farão perguntas sobre os sintomas e o histórico médico de uma pessoa.

Na maioria dos casos, o médico fará vários testes para descartar outras condições médicas que apresentem os mesmos sintomas.

As condições que o médico pode tentar descartar incluem:

  • infecção do trato urinário
  • infecção renal
  • Doença de Crohn
  • colite ulcerativa
  • cistos ovarianos
  • doença inflamatória pélvica (PID)
  • síndrome do intestino irritável (SII)
  • outros distúrbios gastrointestinais

Os testes usados ​​para descartar essas condições incluem:

  • exames de sangue
  • um exame pélvico
  • um teste de gravidez
  • urinálise ou teste da urina de uma pessoa
  • tomografia computadorizada (TC)
  • ultrassonografia abdominal
  • ressonância magnética (MRI)

Se a apendicite crônica é diagnosticada, o médico pode prescrever antibióticos ou pode aconselhar a drenagem do pus que se formou ao redor do apêndice devido à infecção.

O tratamento mais comum, no entanto, é remover completamente o apêndice. Esta cirurgia é chamada de apendicectomia.

Uma apendicectomia é geralmente realizada por meio de cirurgia laparoscópica, que é minimamente invasiva. Também é conhecida como cirurgia de buraco da fechadura e é realizada sob anestesia geral.

Complicações

As complicações mais comuns da apendicite crônica são:

  • apendicite aguda
  • um apêndice rompido ou quando o apêndice de uma pessoa irrompe
  • um abcesso ou quando uma bolsa de pus se desenvolve em torno do apêndice
  • sepse ou quando os produtos químicos são liberados na corrente sanguínea, fazendo com que todo o corpo fique inflamado
  • peritonite ou inflamação do revestimento do abdômen

As complicações acima são graves e requerem cuidados médicos imediatos. É vital não ignorar os sintomas de apendicite e procurar atendimento médico com urgência.

Outlook

A apendicite crônica é uma condição de longo prazo caracterizada por sintomas de apendicite que surgem e desaparecem com o tempo. É diferente da apendicite aguda, mas também pode ter complicações sérias.

Enquanto uma pessoa pode viver com apendicite crônica por anos, é importante que eles não ignorem os sintomas. Dor recorrente no baixo ventre pode ser um sintoma de muitas condições subjacentes, por isso é vital para obter um diagnóstico adequado.

Like this post? Please share to your friends: