Caros utilizadores! Todos os materiais neste site são traduções de outros idiomas. Pedimos desculpas pela qualidade dos textos, mas esperamos que venham a tirar partido deles. Com os melhores cumprimentos, A administração do site. E-mail: [email protected]

A terapia a laser para dor no joelho funciona?

A terapia a laser é um tratamento alternativo para alguns tipos de dor, como a que costuma estar associada ao joelho. A pesquisa sobre a terapia a laser é preliminar, e a maioria das seguradoras ainda a considera experimental. No entanto, alguns estudos mostram que ela pode aliviar a dor, incluindo a dor no joelho.

A terapia a laser também é conhecida como terapia a laser frio, terapia a laser de classe III ou terapia a laser de baixa intensidade (LLLT). Alguns estudos iniciais mostraram que os lasers podem ajudar as feridas a cicatrizar. Se isso for verdade, isso sugere que eles poderiam ajudar o corpo a reparar danos nos tecidos causados ​​por lesões e artrite ou outras doenças. No entanto, os primeiros estudos de lasers de terapia de frio não foram controlados estudos clínicos.

A terapia a laser é relativamente nova e os pesquisadores ainda não sabem se há riscos a longo prazo. A maioria dos estudos analisou os efeitos a curto prazo, por isso é possível que a terapia a laser possa desencadear efeitos colaterais de longo prazo que ainda não foram realizados.

Fatos rápidos sobre terapia a laser para dor no joelho:

  • Os defensores da terapia a laser dizem que ela oferece alívio temporário da dor e cura a longo prazo.
  • Os defensores da terapia a laser sugerem que ela pode tratar doenças tão diversas quanto artrite, dor crônica, distúrbios nas articulações e até vícios, como fumar.
  • Pesquisas sobre dor em outras áreas do corpo sugerem que a terapia a laser pode, no mínimo, oferecer alívio temporário da dor.
  • Ao contrário dos lasers cirúrgicos, os lasers frios não aquecem os tecidos do corpo.

O que é terapia com laser?

Terapia a laser para dor no joelho.Cirurgiões realizando cirurgia.

Os lasers cirúrgicos são cada vez mais comuns na medicina e cortam com mais precisão do que os equipamentos cirúrgicos tradicionais, reduzindo o risco de lesões e ajudando a acelerar a cirurgia.

No entanto, esses lasers “quentes” podem ser perigosos quando usados ​​incorretamente. Por outro lado, os lasers “frios” usados ​​no LLT para tratar a dor são muito mais fracos do que os lasers cirúrgicos e não podem cortar ou queimar a pele.

Os defensores da terapia a laser argumentam que a pele absorve muito pouca luz, permitindo que um laser penetre profundamente no tecido. Isso permite que ele cure o tecido danificado sem efeitos colaterais. E porque a potência é muito baixa, não há risco de queimadura.

A terapia a laser pode ajudar a dor no joelho?

Os especialistas não têm certeza da resposta a essa pergunta.

A maioria das pesquisas se concentrou em osteoartrite e dor crônica. Se a terapia com laser funcionar, não está claro como ou por quê. Os lasers podem melhorar a circulação, apoiar a saúde das células, liberar endorfinas que combatem a dor, reduzem a inflamação ou estimulam o crescimento de tecido novo e saudável.

A pesquisa preliminar é promissora. Mas não há provas conclusivas de que os lasers de terapia fria possam tratar a dor ou qualquer condição médica subjacente. Muitas seguradoras, bem como Medicare e Medicaid, não cobrem a terapia a laser.

O que dizem os estudos clínicos?

Uma revisão Cochrane de 2005 avaliou a capacidade do LLT em reduzir a dor da artrite reumatóide, uma causa comum de dor no joelho. Encontrou evidências de alívio moderado da dor a curto prazo, com poucos efeitos colaterais.

Um estudo de 2009 comparou pessoas com dor no joelho que receberam LLT a um grupo que só pensava que estava a receber LLT. Comparado ao grupo placebo, aqueles que receberam terapia com laser relataram menos dor.

Como não está claro como funciona a terapia a laser, não se sabe se os resultados desses estudos podem ser aplicados ao joelho.

Um estudo de 2008 analisou estudos randomizados e controlados com placebo sobre LLT para o tratamento do cotovelo de tenista. Os estudos incluídos na análise não analisaram como ou por que a terapia com laser reduziu a dor e não mediu o alívio da dor a longo prazo.

Uma análise de 2009 analisou pesquisas anteriores sobre terapia a laser para dor no pescoço. O estudo encontrou alívio significativo da dor, com duração de até 22 semanas. Enquanto algumas pessoas experimentaram efeitos colaterais, esses efeitos não foram diferentes daqueles experimentados a partir de um placebo.

Por que é tão difícil determinar se funciona?

Um dos problemas com a terapia a laser é que diferentes estudos analisam diferentes comprimentos de onda da luz. Isso dificulta a comparação de um laser para outro. Da mesma forma, diferentes fabricantes fazem recomendações diferentes sobre frequência e duração do tratamento.

Para que a terapia a laser se torne um tratamento padrão para a dor no joelho, os médicos precisariam saber qual o comprimento de onda mais eficaz e em qual dosagem.

Riscos e complicações da terapia com laser

Os lasers usados ​​neste tipo de terapia são frios, portanto, há pouco risco de efeitos colaterais graves. A maioria dos estudos não encontrou efeitos colaterais. Quando os estudos encontram efeitos colaterais, são menores e semelhantes ao efeito colateral de um placebo. Como os lasers são frios e menos potentes que outros lasers médicos, é improvável que possam causar sérios problemas de saúde.

Pouca pesquisa mostrou que a terapia a laser oferece alívio a longo prazo. Para pessoas que procuram alívio acessível, muitas vezes há melhores opções, incluindo o tratamento das causas subjacentes da dor, como a artrite reumatóide.

Quais são as alternativas para a terapia a laser para dor no joelho?

Fisioterapia para dor no joelho.

Estratégias de gerenciamento residencial, como repouso, compressas de gelo, compressão, calor, massagem, alongamento, exercícios e o uso de medicamentos de venda livre, podem oferecer alívio temporário para dores menores no joelho.

Para dor crônica ou grave no joelho, alguns tratamentos podem oferecer alívio. Esses incluem:

  • exercícios de fortalecimento
  • fisioterapia
  • injeções de joelho, suplementos de ácido hialurônico e corticosteróides
  • artrocentese, envolvendo a remoção do líquido articular através de uma agulha
  • prescrição de medicamentos anti-inflamatórios não esteróides (AINEs)
  • medicamentos para artrite, como produtos biológicos, anti-reumáticos, corticosteróides e analgésicos
  • tratamentos alternativos, como acupuntura e quiropraxia
  • cirurgia no joelho

A terapia a laser pode funcionar ao lado desses tratamentos, então tentar a terapia a laser não significa ter que abrir mão de outras opções.

Like this post? Please share to your friends: